“Eu gosto de viver. Já me senti ferozmente, desesperadamente, agudamente feliz, dilacerada pelo sofrimento, mas através de tudo ainda sei, com absoluta certeza, que estar viva é sensacional.”

“Não reconhecemos os momentos realmente importantes da vida até ser demasiado tarde.”

“Agora vivo num tempo emprestado, aguardando na sala de espera pelas reuniões que inevitavelmente virão. E depois vou para a próxima coisa, seja lá o que for. Quem tem sorte não precisa passar por isso.”

“Não acho que a necessidade é a mãe da invenção – uma invenção, na minha opinião, surge diretamente da indolência, possivelmente também da preguiça. Para poupar-se trabalho.”

“Me especializei em assassinatos de interesse silencioso e familiar.”

1