“Considero o conhecimento de si mesmo como uma fonte de preocupações, de inquietações e de tormentos. Tenho-me frequentado o menos possível.”

“De todas as escolas que frequentei, a da rua, foi a que me pareceu melhor.”

“O homem não crê no que é, crê no que ele deseja que seja.”

“Os felizes pouco conhecem da vida: a dor é grande mestra dos homens.”

“O artista deve gostar da vida e mostrar-nos que ela é bonita. Se não fosse ele, duvidaríamos disso.”

“A vida de uma nação, como a de um indivíduo, é uma ruína perpétua, uma sequência de desabamentos, uma interminável expansão de misérias e crimes.”

“Agradeço ao destino por ter-me feito nascer pobre. A pobreza foi-me uma amiga caridosa; ensinou-me o preço verdadeiro dos bens úteis à vida, que sem ela não teria conhecido. Evitando-me o peso do luxo, devotou-me à arte e à beleza.”

“O mal é necessário. Da mesma forma que o bem, tem a sua nascente profunda na natureza, e um não poderia exaurir-se sem o outro.”

“Como pensar que as ideias religiosas são essencialmente moralizadoras, quando se vê que a história dos povos cristãos é tecida de guerras, massacres e suplícios?”

“Chamamos perigosos àqueles cujo espírito é diferente do nosso e imorais aos que não têm a nossa moral.”

“As mulheres e os médicos sabem bem como a mentira é necessária aos homens.”

“O Trabalho tem mais isto de excelente: distrai a nossa vaidade, engana a nossa falta de poder e faz-nos sentir a esperança de um bom evento.”

“Com que direito os deuses imortais rebaixariam um homem virtuoso ao ponto de o recompensar?”

“A justiça é a sanção das injustiças estabelecidas.”

12