“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.”

“O homem, como um ser histórico, inserido num permanente movimento de procura, faz e refaz o seu saber.”

“Conhecer é tarefa de sujeitos, não de objetos. E é como sujeito e somente enquanto sujeito, que o homem pode realmente conhecer.”

“Não há vida sem correção, sem retificação.”

“A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria.”

“Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão.”

“Os opressores, falsamente generosos, tem necessidade para que a sua generosidade continue tendo oportunidade de realizar-se, da permanência da injustiça.”

“Eu sou um intelectual que não tem medo de ser amoroso, eu amo as gentes e amo o mundo. E é porque amo as pessoas e amo o mundo, que eu brigo para que a justiça social se implante antes da caridade.”