“Não há publicitário no Brasil que tenha uma obsessão pela cultura popular igual à minha.”

“Faço questão de esclarecer: não acho mérito deixar de estudar, e eu mesmo me chamo de analfabeto antes que alguém o faça – com justiça.”